Suspensório de Pavlik: como devemos parar de usar?

Dor do Crescimento | Dr. Luiz de Angeli
Dor do Crescimento: será que devemos nos preocupar?
maio 5, 2021
Slings, Cangurus e outros carregadores de bebês: o que pode e o que não pode?
junho 3, 2021
Dor do Crescimento | Dr. Luiz de Angeli
Dor do Crescimento: será que devemos nos preocupar?
maio 5, 2021
Slings, Cangurus e outros carregadores de bebês: o que pode e o que não pode?
junho 3, 2021

O que é o suspensório de Pavlik?

O suspensório de Pavlik é um dispositivo utilizado principalmente para o tratamento da displasia do desenvolvimento do quadril, também conhecida como luxação congênita do quadril.

Nos dias de hoje, muito se discute sobre os regimes de utilização durante o tratamento, porém pouco se fala sobre como devemos parar de utilizá-lo. Neste artigos discutiremos a interrupção gradual versus a interrupção imediata da utilização do suspensório após a normalização do exame de ultrassom.

Suspensório de Pavlik | Dr. Luiz de Angeli

Imagem exemplificando o uso do suspensório de Pavlik.

Suspensório de Pavlik | Dr. Luiz de Angeli

Imagens demonstrando como o suspensório de Pavlik funciona.
Na imagem da esquerda, vemos os quadris estendidos. Esta posição favorece o deslocamento da cabeça do fêmur.
Na imagem da direita, vemos o “posicionamento da Rã”, que é a posição em que o suspensório deixa os quadris do bebê. Desta forma, o quadril fica mais encaixado, ganhando estabilidade.

Por quanto tempo devemos usar o suspensório?

Apesar das inúmeras controvérsias entre os especialistas, sabemos que o suspensório de Pavlik deve ser utilizado até a normalização do resultado da ultrassonografia dos quadris. A ultrassonografia é o exame que faz o diagnóstico da displasia e ajuda no acompanhamento.

O tempo de utilização geralmente fica entre 6 a 12 semanas de uso. Os regimes de uso também variam conforme a instabilidade presente no momento do exame inicial e preferência do ortopedista (uso 24 horas/dia versus permissão de retiradas para higiene do bebê).

Como devemos colocar o Suspensório de Pavlik?

O Dr. Luiz possui um vídeo de instrução para colocação do suspensório, contendo um passo a passo para dúvidas. Contudo, salientamos que a colocação do dispositivo sempre deve ser orientada inicialmente pelo médico ortopedista. Além disso, os ajustes durante o tratamento também devem ser supervisionados pelo médico que está conduzindo o tratamento.

Confira o vídeo no link abaixo:

E na hora de parar? Devemos retirar de vez ou continuar utilizando durante períodos menores até parar?

Bom, aqui chegamos realmente à pergunta do artigo: como devemos interromper o uso?

Um estudo recente publicado na principal revista de ortopedia pediátrica do mundo, a Journal of Pediatric Orthopaedics, tenta responder esta pergunta. Neste estudo, os pesquisadores avaliaram 64 quadris de 53 pacientes que foram tratados com Pavlik.

Um dos grupos foi submetido à interrupção do tratamento imediata após a normalização da ultrassonografia. Em contrapartida, no outro grupo avaliado o suspensório foi retirado aos poucos, ou seja, os pacientes foram fazendo uso por períodos menores até a interrupção total (interrupção gradual).

Ao final do estudo, avaliando as radiografias com 1 ano de idade, o resultado era similar entre os grupos. Em outras palavras, não houve diferença entre os regimes de retirada do aparelho.

E então, o que é melhor?

Apesar de o estudo citado ter sido um dos poucos estudos a comparar pacientes submetidos à interrupção imediata versus a interrupção gradual, ele é o melhor estudo sobre este assunto publicado até o momento. Porém, ainda precisamos de mais evidências para saber se um regime é realmente superior ao outro.

O que podemos dizer atualmente é que as duas maneiras trazem resultados semelhantes. Portanto, nós sugerimos que os pais sigam as recomendações do médico que está tratando o bebê, sempre respeitando a preferência do médico e discutindo as opções possíveis.



Fontes:
https://med.uvm.edu/docs/peds_march_2021/orthopaedics-documents/peds_march_2021.pdf?sfvrsn=583e4d6_0
https://journals.lww.com/pedorthopaedics/pages/default.aspx

FAQ

1. Por quanto tempo devemos utilizar o suspensório de Pavlik para o tratamento da displasia do desenvolvimento dos quadris?

O tempo médio de utilização é de 8 semanas, geralmente variando entre 6 a 12 semanas. Consulte sempre o seu médico para saber quando se deve interromper o uso!

2. Após a normalização dos exames de ultrassom, devemos retirar o suspensório de imediato ou ir interrompendo o uso de maneira gradual?

Conforme discutido no texto, a melhor evidência que temos até o momento é que os dois regimes de interrupção trazem resultados semelhantes. Portanto, o médico que está realizando o tratamento pode recomendar caso a caso a sua preferência de interrupção do uso.

3. Quais são os problemas que podem ser causados pela interrupção precoce do tratamento?

Se o tratamento for interrompido mais cedo do que o recomendado, o paciente pode evoluir com uma luxação dos quadris ou evoluir com artrose na idade adulta. Ambos os quadros necessitam de cirurgia. Por isso, sempre recomendamos realizar o tratamento completo seguindo as recomendações do ortopedista pediátrico.