Suspensório de Pavlik: dicas de cuidado e manutenção.

Paralisia cerebral: como é a cirurgia para luxação dos quadris?
agosto 11, 2022
Marcha na ponta dos pés: como é o tratamento com gessos seriados?
outubro 19, 2022
Paralisia cerebral: como é a cirurgia para luxação dos quadris?
agosto 11, 2022
Marcha na ponta dos pés: como é o tratamento com gessos seriados?
outubro 19, 2022

[lwptoc title=”Índice” smoothScrollOffset=”140″ titleFontSize=”20px” itemsFontSize=”16px” titleColor=”#2e7c73″ linkColor=”#545454″ hoverLinkColor=”#2e7c73″ visitedLinkColor=”#2e7c73″]

Introdução

O suspensório de Pavlik é o dispositivo mais utilizado para o tratamento da Displasia do Desenvolvimento do Quadril (DDQ), informalmente ainda conhecida como Luxação Congênita do Quadril. O objetivo do seu uso é melhorar a adaptação do quadril na bacia, a partir de um posicionado conseguido pela colocação das pernas em abdução e flexão, chamada de posição da rã ou do sapo.

Neste artigo, vamos dar algumas dicas de cuidado e manutenção do suspensório de Pavlik.

Para dicas sobre a colocação acesso o vídeo do YouTube abaixo:

Salientamos que as informações contidas neste artigo, diferentemente dos outros artigos do site, NÃO SÃO BASEADAS EM EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS. As dicas postadas aqui foram geradas pela experiência de consultório do autor ao longo de anos tratando pacientes com o suspensório de Pavlik.

Como colocar o suspensório de Pavlik: por cima ou por baixo da roupa?

 Uma das principais dúvidas dos pais é esta: por cima ou por baixo da roupa? Sobre este tema, ressaltamos que os suspensórios são feitos de um tecido que é até acolchoado, porém não é extremamente macio.

Antigamente, os suspensórios eram feitos de tecidos um pouco mais duros e menos acolchoados, que machucavam mais a pele do bebê ao longo do dia de uso. Sabemos que o suspensório deve ser utilizado por pelo menos 23 horas por dia, salvo nos casos em que os médicos recomendam desmame.

 Portanto, na nossa opinião, o suspensório de Pavlik deve ser usado preferencialmente por cima das roupas. Mais especificamente, recomendamos utilizar por cima de um body e meias mais longas. Esta vestimenta permite proteger o paciente do contato direto na pele de todas as tiras, diminuindo o risco de vermelhidão local, feridas e dores.

Suspensório de Pavlik | Dr. Luiz de Angeli

Imagem de uma bebê utilizando o suspensório de Pavlik sobre um body de mangas longas e meias. Perceba como as tiras dos ombros estão em contato com o body e não com o pescoço da criança. Além disso, todas as outras áreas de contato do suspensório – exceto a coxa – estão em contato com os tecidos e não diretamente com a pele. A troca de fralda pode ser feita sem retirar o suspensório!

Além disso, muitos pais questionam: “Doutor, podemos colocar por cima do macacão ou calça?

Neste caso, tendemos a responder que é melhor colocar apenas sobre o body e meia, por 2 motivos.

  • a) A calça e o macacão dificultam o controle da quantidade de flexão e abdução em que os quadris do paciente estão posicionados. Estas medidas técnicas são importantíssimas para o posicionamento adequado do suspensório, evitando complicações.
  • b) Com macacão ou calça, sempre que for necessário trocar fraldas será necessário retirar o suspensório! Utilizando body e meias as fraldas conseguem ser trocadas mesmo sem retirar o suspensório, o que poupa tempo da família nos cuidados com o bebê e diminui chance de erros de recolocação.

Em algumas regiões do país faz muito frio em algumas épocas do ano. Portanto, recomendamos proteger o bebê com mantas ao sair de casa, e dentro de casa deixar o ambiente climatizado, se possível.

E nos casos em que o suspensório de Pavlik deve ser utilizado o tempo inteiro, sem poder tomar banho? Mesmo assim colocar por cima do body e meias?

 Essa pergunta é muito frequente nos consultórios e instituições de ensino (pelos médicos residentes).

Pela nossa experiência, mesmo nesses casos – que são raros, diga-se de passagem – em que o paciente deve utilizar o Pavlik por 100% do tempo sem poder tirar para tomar banho, recomendamos o uso sobre body e meias. O motivo é justamente proteger a pele do bebê da fricção com o suspensório.

Nesses casos de uso contínuo, recebemos o paciente no consultório semanalmente ou sempre que necessário para dar um banho de lenços úmidos um pouco mais completo. O médico segura os quadris do bebê na posição adequada, mantendo-os bem posicionados, enquanto a família tira o body e meias, dá banho de lenços úmidos e recoloca a roupinha.

E se o bebê fizer aquele “cocozão” e sujar todo o suspensório de Pavlik?  O que fazer?

 Pode parecer até engraçado para quem não em filhos, mas isso é extremamente comum (com ou sem suspensório)! Vamos dividir a resposta em 2 grupos: uso em regime parcial (23 horas por dia com banho permitido) e uso em regime total (uso 24 horas por dia e não pode retirar para dar banho).

Uso em regime parcial (23 horas por dia com banho permitido)

Nestes casos, a forma mais rápida de conseguir limpar o suspensório e recolocar é: lavar o suspensório na máquina de lavar no modo lavagem rápida (15) e secar no secador de cabelo.

Claro, sabemos disso pela experiência de algumas mães que contaram isso para nós no consultório. Geralmente este processo dura menos de 30-40 minutos.

Uma dica importante é tomar cuidado para não queimar o suspensório com o secador! Já vimos isso algumas vezes!

Outra dica bacana é já ter em casa 2 suspensórios para este momento! Dessa forma, ao trocar o bebê e lavar o suspensório sujo, a criança já pode ser colocada no Pavlik reserva para continuar o tratamento!

Uso em regime total (uso 24 horas por dia e não pode retirar para dar banho)

 Nestes casos, fica um pouco mais complicado o manejo pelo fato de haver risco de o quadril sair do lugar na troca do suspensório ou se o paciente ficar sem o suspensório.

Em primeiro lugar, entre em contato com seu médico se possível. Ele irá orientar o que fazer nesses casos. Às vezes pode ser possível um encaixe no mesmo dia para troca e banho com segurança. Essa dica é a mais importante para quem tem contato direto com o seu Ortopedista Pediátrico. Porém, sabemos que muitos pacientes – por diversos motivos – não têm contato direto com o médico.

Na maioria das vezes o cocozão escorre para trás, sujando o body na porção dos lados da fraldinha e traseira, além da parte de trás do suspensório.

Uma das melhores formas de fazer um controle de danos é limpar o suspensório e o body om toalhinhas úmidas e secá-los com um secador de cabelos na temperetura fria!!! Aqui ressaltamos a importância de não usar o secador na temperatura quente, pois pode queimar a pele do neném.

A higiene, claro, não fica perfeita. Mas os lenços umedecidos tendem a disfarçar o cheiro ruim, e o secador deixa o suspensório e o body sequinhos. Se possível, a consulta deve ser adiantada para que seja feita a troca completa do body, meias e suspensório.

OBS: Nos casos de uso contínuo, sabemos que vômitos e evacuações vão acontecer e necessitar de troca. A troca no consultório não permite que a família lave o Pavlik no momento da consulta. Por isso, recomendamos que nos casos de uso contínuo a família, se possível, já tenha 2 suspensórios para ir trocando a cada consulta.

OBS 2: Essas dicas podem ser utilizadas nos casos de vômitos e urina (xixi) também!

Os velcros estão soltando toda hora! O que fazer?

 Após algumas semanas de uso é super comum que os velcros do suspensório comecem a ficar gastos, não prendam mais as perninhas do bebê adequadamente e fiquem soltando.

Nesses casos, as dicas são simples.

  1. Converse com seu médico. Se ainda restar muito tempo planejado de tratamento, adquira um novo Pavlik!
  2. Na impossibilidade de adquirir um novo suspensório e se seu bebê já estiver utilizando o suspensório 23 horas por dia, conhecendo um bom sapateiro é possível que ele adapte velcros novos nos locais onde estão gastos. Já vi isso algumas vezes! Orientamos agendar o serviço com antecedência para que o sapateiro gaste o mínimo de tempo possível para realizar o reparo!
  3. Se restar pouco tempo de tratamento pela frente, outra opção é prender as tiras com um reforço de micropore, esparadrapo ou fita isolante, o que você tiver em casa! As fitas do tipo durex tendem a colar e soltar com mais facilidade, portanto prefira as 3 citadas acima.

A perninha do bebê está ficando marcada! O suspensório de Pavlik está muito apertado?

 Um aspecto que preocupa muito os pais é uma marquinha que sempre fica na parte da frente da perninha (ou canela) do bebê. Veja a foto abaixo:

Suspensório de Pavlik | Dr. Luiz de Angeli

Imagem que mostra a marca (ou impressão) da tira do tornozelo na perna da criança. Essa marca sempre aparece e é benigna. Não são necessárias condutas adicionais a respeito. Ela some algumas semanas depois que o suspensório de pavlik é retirado.

Sobre este aspecto, gostaríamos de frisar 2 pontos:

  1. Essa marquinha sempre vai acontecer nos bebês que utilizam o suspensório. Independentemente da tira estar mais justa ou folgada, a canela do bebê sempre tende a ir mais para frente, causando a impressão. Recomendamos sempre utilizar o suspensório de maneia adequada e com as tiras justas, conforme orientado no vídeo do YouTube.
  2. A marquinha some algumas semanas após a retirada do suspensório e não necessita de tratamentos adicionais. Nunca vimos complicações relacionadas a esta impressão que acontece na pele dos bebês que utilizam o Pavlik.

Conclusão

 A utilização do suspensório de Pavlik para tratamento da DDQ ainda é o padrão ouro para crianças abaixo de 6 meses de vida. O seu uso é mais “tranquilo” do que parece, mas mesmo assim altera a rotina das famílias.

Os regimes de utilização, de desmame e dicas de manutenção sempre devem ser discutidas com o seu Ortopedista Pediátrico. Este artigo serve principalmente para as famílias que tem menos acesso ao seu médico ou que precisam de uma orientação rápida sobre o que fazer em “urgências”.

Núcleo de Ortopedia Especializada conta com especialistas renomados nas mais diversas especialidades da Ortopedia Moderna. Consulte nosso site.

Referências

*Salientamos que as informações contidas neste artigo, diferentemente dos outros artigos do site, NÃO SÃO BASEADAS EM EVIDÊNCIAS CIENTÍFICAS. As dicas postadas aqui foram geradas pela experiência de consultório do autor ao longo de anos tratando pacientes com o suspensório de Pavlik.